Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

Objetivos

Visão Geral

O Programa de Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês estruturou-se e obteve credenciamento em 1971 com o objetivo de formar mestres e doutores dedicados à pesquisa em Língua Inglesa e nas Literaturas Inglesa e Norte-americana, tendo sido, nessa ocasião, designado como Programa de Pós Graduação em Língua Inglesa e Literaturas Inglesa e Norte-Americana. Em 2003 essa designação foi substituída pela atual (Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês) a fim de expressar com maior precisão as diversas alterações registradas, ao longo do tempo, nas linhas de pesquisa docente e de reflexão teórica em seu interior.

A mudança se fez necessária não apenas pela maior amplitude que havia passado a caracterizar as áreas relacionadas do saber, mas também pelas transformações teóricas e metodológicas nelas registradas: por um lado, a lingüística aplicada havia passado a desempenhar um papel determinante para as reflexões, e por outro os estudos literários haviam estendido os seus focos de interesse para além da literatura institucionalizada e canônica produzida nos contextos culturais britânico e norte-americano. Essa modificação possibilitou uma objetividade conceitual maior em relação aos horizontes de pesquisa dos docentes, expressando de forma mais fiel a própria identidade do Programa como um todo.

O Programa de Pós Graduação em Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês dedica-se ao estudo das produções simbólicas e das estruturas ideológicas nos contextos culturais de língua inglesa, enfocando os seus aspectos lingüísticos (usos, ensino e aprendizagem da língua e suas relações com as práticas sociais e culturais), literários (estudos dos três gêneros, das determinações sociais dos produtos literários e das relações entre a literatura com as demais linguagens artísticas, áreas do conhecimento e teorias críticas) e os estudos da tradução (aspectos lingüísticos e dispositivos tecnológicos, aspectos literários, políticos e culturais e relações com a atividade crítica).

Trata-se de um trabalho de natureza não apenas multidisciplinar, mas também interdisciplinar, cujo objetivo é desenvolver as investigações e reflexões lingüísticas e literárias de forma não compartimentada. O aspecto interdisciplinar se caracteriza pela interlocução observada entre as pesquisas docentes e discentes nos diversos campos relacionados. O caráter multidisciplinar manifesta-se através das seis diferentes linhas às quais se ligam essas pesquisas.

O Programa entende que sua missão é formar pesquisadores dotados de informação e capacidade crítica, habilitados para a docência no magistério superior, para a pesquisa em projetos individuais ou coletivos, e para atividades profissionais em áreas correlatas, como tradução, editoração, etc.

Paralelamente o Programa procura difundir e disponibilizar os resultados das pesquisas elaboradas por seu corpo docente e discente para a comunidade acadêmica e para a sociedade em geral. A formação e a produção científica visadas têm como objetivo aprofundar um conhecimento científico fundamentado em teorias lingüísticas, literárias e tradutológicas significativas dentro do campo da produção intelectual internacional. Procura-se assim fomentar a capacidade da análise voltada não apenas aos processos de criação cultural e literária desenvolvidos nos contextos de língua inglesa e no âmbito da cultura hegemônica, mas também no interior dos grupos minoritários, procurando analisar e discutir as relações da literatura com o contexto cultural brasileiro e com o conjunto mais amplo da cultura midiática contemporânea na era do consumo e da chamada globalização.

São as seguintes as metas que norteiam o Programa:

a) formar pesquisadores nas diversas áreas de especialização

b) formar docentes de nível superior nas diversas áreas de especialização

c) incentivar a pesquisa individual e fomentar condições para a pesquisa em grupo

d) desenvolver pesquisas sobre os usos da língua inglesa e sobre as literaturas e culturas dos países de língua inglesa, partindo de um olhar historicamente ancorado no contexto brasileiro e voltado à análise de seus eventuais pontos de aproximação com os conteúdos analisados

e) divulgar de forma sistemática a produção acadêmica relacionada através de eventos científicos no Brasil e no exterior

f) estimular em âmbito nacional e internacional a apresentação e a publicação de trabalhos de alunos e de docentes

g) incentivar a pesquisa em estudos da linguagem em geral e suas interações com outras áreas do conhecimento

h) organizar eventos científicos com o intuito de reunir pesquisadores de instituições nacionais e estrangeiras, e fomentar a interlocução acadêmica com suas pesquisas

i) incentivar os intercâmbios em âmbito internacional e nacional visando à ampliação do campo de conhecimento produzido

O grau de especialização do Programa de Pós-Graduação em Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês coloca-o em posição de destaque no campo da pesquisa e da produção acadêmica, situação essa que apenas um programa em todo o país (o da Universidade Federal de Santa Catarina) logrou atingir. Seu traço diferencial em relação aos observados na maioria das instituições no campo de estudos de língua inglesa e de literaturas de língua inglesa consiste no fato de preocupar-se não apenas com as especificidades envolvidas, mas também, e de forma especial, com a multidisciplinaridade e a relevância das teorias e das metodologias à luz do contexto histórico do país. Isso não apenas diferencia o Programa de Pós-Graduação em Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês da maioria dos Programas de Pós Graduação em Letras, mas possibilita aos docentes e pós graduandos envolvidos uma perspectiva crítica que confere particularidade às pesquisas em desenvolvimento.

A partir de 2008, por determinação da Pro Reitoria de Pós Graduação da USP, a administração interna do Programa passou a ser exercida por uma Comissão designada como Comissão Coordenadora do Programa (CCP), e não mais apenas pelo Coordenador e seu Vice. A Comissão Coordenadora do Programa de Pós Graduação em Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês é composta por quatro representantes docentes titulares (entre os quais se incluem o Coordenador e o Vice-Coordenador), quatro representantes docentes suplentes, um representante discente titular e um representante discente suplente. Os membros da CCP são eleitos por seus pares docentes e discentes para gestões de dois anos.

O Programa também conta com uma Comissão de Bolsas constituída a cada ano com a função de classificar projetos indicados pelos respectivos orientadores para a concessão de bolsas, levando em conta o grau de amadurecimento dos projetos e os pareceres dos respectivos orientadores.

A troca de idéias entre docentes, discentes e o coordenador do Programa se dá através de reuniões presenciais, quando necessárias, e através de um fluxo de comunicação em sistema de lista de e-mails, agilizando o envio de informações e as consultas a respeito dos assuntos pertinentes ao Programa.

Evolução

O Programa de Pós-Graduação em Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês conta com uma tradição já longa, a esta altura, e tem constantemente procurado aprimorar seu funcionamento através da periódica reestruturação de suas linhas e projetos de pesquisa, levando sempre em conta os avanços das teorias que fundamentam suas propostas.

Um exemplo que ilustra esse processo foi a própria escolha da nova designação para o Programa proposta à Pró-Reitoria em 2002 e implementada em 2003 após uma longa série de discussões internas. Sentiu-se a de adequar o nome ao perfil real do Programa, que já não se restringia mais apenas às literaturas britânica e norte-americana, e que vinha procurando abrir espaço para campos de pesquisa como estudos de cultura, estudos do discurso, estudos de contextos de ensino e aprendizagem de língua estrangeira, literaturas pós coloniais, literaturas diaspóricas, literaturas não-canônicas, relações da literatura com o cinema e a midia, e relações entre centro e periferia.

Os docentes formados pelo Programa apresentam alto nível de capacitação para o ensino de nível superior em âmbito estadual e nacional, motivo pelo qual o Programa é procurado por alunos provenientes de inúmeras instituições universitárias não só da cidade e do estado (UNESP, UNICAMP, PUC e particulares), mas também de outros estados (Ceará, Brasília, Paraná, Rio de Janeiro, Goiás, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Bahia, Minas Gerais), de universidades estrangeiras, e por docentes de IES públicas de outros estados (Ceará, Bahia, Piauí, Goiás, Paraná, Minas Gerais) à procura de oportunidade para aprimorar sua formação.

O corpo docente preocupa-se com o constante aperfeiçoamento dentro das linhas de pesquisa consolidadas, consideradas essenciais para o trabalho de orientação de projetos em andamento, e tem procurado estreitar seus vínculos não só com a pesquisa inter-universitária, mas também com IES estrangeiras.

Nos últimos anos verificou-se um aumento significativo do número de docentes do Programa: de 11 em 2001 esse número subiu para 17 no final de 2007. Também o corpo discente registra um crescimento expressivo. Observou-se ainda a diversificação dos projetos de pesquisa e de seus desdobramentos (publicações e participações em eventos científicos), assim como um significativo aumento da representatividade do programa no cenário acadêmico brasileiro e, dentro do possível, internacional. Esses dados revelam que a evolução dos aspectos quantitativos do Programa se deu paralelamente à evolução dos seus aspectos qualitativos antes relatados.

A atualização da oferta de disciplinas necessárias à formação do corpo discente tem sido outra preocupação constante do Programa, voltado que está para a necessidade de desenvolver pesquisas de ponta em sua área de atuação.

O Programa tem procurado dar continuidade a várias medidas implantadas com sucesso num passado recente, visando assim assegurar a manutenção de seus bons resultados. Algumas dessas medidas são apresentadas a seguir:

1. política de oferta de oportunidades para alunos especiais desejosos de cursar disciplinas antes de ingressarem como alunos regulares. O Programa entende que essa é uma forma eficaz de incentivar o amadurecimento dos critérios de escolha dos candidatos quanto à área à qual se candidatarão (língua, tradução ou literatura) e quanto à definição de um projeto de pesquisa dentro da área escolhida, uma vez que um grande número de candidatos não disporia de condições adequadas para desenvolver uma proposta de projeto sem contar com interlocução acadêmica adequada e com orientação bibliográfica atualizada.

2. prova eliminatória dissertativa de conteúdos visando o aprimoramento dos mecanismos de seleção de ingresso. Essa prova tem como objetivo a verificação da capacidade de leitura crítica dos candidatos no que diz respeito a textos da especialidade visada (língua, tradução ou literatura), selecionados previamente para esse fim. Graças ao maior rigor no processo de seleção, a utilização dessa prova tem contribuído decisivamente para reduzir o tempo de titulação dos candidatos selecionados.

3. participação ativa dos docentes na organização e desenvolvimento de projetos de pesquisa interinstitucionais com a participação de alunos, promovendo o intercâmbio de pesquisas com outras IES brasileiras e estrangeiras. Essa medida tem favorecido não só o aumento expressivo das participações em eventos científicos no Brasil e no exterior, mas também o aumento das publicações relacionadas.

4. oferecimento de um mínimo de 4 disciplinas de pós graduação por semestre, sendo 2 delas ligadas às especialidades de Língua Inglesa/Tradução e 2 às especialidades de Literaturas de Língua Inglesa/Tradução. Além dessas disciplinas, cujos programas variam a cada semestre, o Programa oferece também disciplinas voltadas às Metodologias de Pesquisa. Procura-se assim manter a tradição de uma oferta eqüitativa de disciplinas, e ao mesmo tempo agilizar o fluxo de alunos, observando o prazo institucional de 42 meses para a obtenção do título de Mestrado e de 54 meses para o de doutorado. É importante ressaltar que esses prazos referem-se ao período concedido para a elaboração e entrega da dissertação ou tese, e não incluem a realização da defesa, uma vez que esta só pode ser marcada com a antecedência mínima de 30 dias após a aprovação formal do trabalho pela Comissão de Pós Graduação da Faculdade.

O Programa tem se empenhado no sentido de reduzir o tempo da titulação, procurando, dentro de limites considerados aceitáveis para a elaboração de um trabalho de qualidade, incentivar os alunos a concorrerem às bolsas disponíveis. Os alunos têm sido estimulados pelo Programa, paralelamente, a se candidatarem a bolsas da agência do Estado (FAPESP), iniciativa na qual muitos têm obtido sucesso.

As disciplinas oferecidas pelo Programa em sua estrutura curricular procuram contemplar a formação de pesquisadores e docentes nas diferentes especialidades, sem deixar de conceder-lhes flexibilidade de escolha. Os alunos dispõem de uma ampla gama de opções a cada semestre, uma vez que contam com a possibilidade de cursar não apenas as disciplinas do Programa de Estudos Lingüísticos e Literários em Inglês, mas também disciplinas de todos os demais Programas da USP, tanto no âmbito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas como fora dela. O critério imprescindível é, naturalmente, o da relevância para o projeto em desenvolvimento.

A escolha das disciplinas a serem cursadas é feita por cada orientador em conjunto com seus orientandos, com base na troca de idéias e na avaliação das necessidades de cada projeto. A natureza flexível da estrutura curricular tem proporcionado aos pós graduandos um leque maior de opções, contribuindo assim para assegurar a eles uma formação voltada ao caráter interdisciplinar desejado para a pesquisa e a docência, ou seja, configurando um desempenho não restrito à especificidade de cada linha de investigação.

O Programa está estruturado em três sub áreas: Estudos Linguísticos, Estudos Literários e Estudos da Tradução.

A estrutura das Linhas de Pesquisa dentro das três sub áreas é a seguinte:

SUB ÁREA DE ESTUDOS LINGÜÍSTICOS

  • Linguagem, Educação e Sociedade
  • Língua Estrangeira e Educação

SUB ÁREA DE ESTUDOS LITERÁRIOS

  • Contatos Literários, Literatura
  • História e Estudos da Cultura

SUB ÁREA DE TRADUÇÃO

  • Estudos de Tradução