Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

Mario Miguel González

Imagem

Brasileiro, natural de Alta Gracia, Córdoba, Argentina, onde se graduou em Letras na Universidad Católica de Córdoba. Fez estudos de pós-graduação na Espanha. Leciona Literatura Espanhola, na USP, desde 1968. Depois de aposentado, continua a colaborar na pós-graduação orientando alunos e ministrando disciplinas. Seus projetos de pesquisa estão predominantemente voltados para alguns aspectos da Literatura Espanhola clássica e para alguns autores espanhóis do século XX, como Federico García Lorca e seu teatro, incluindo estudos comparatistas com autores brasileiros ou hispano-americanos, além de traduções. Fundou a Associação de Professores de Espanhol do Estado de São Paulo e a Associação Brasileira de Hispanistas.

Professor Titular (1996) de Literatura Espanhola, em regime de dedicação exclusiva (RDIDP)

Orientador nos níveis de Mestrado e Doutorado

Professor em Letras pela Universidad Católica de Córdoba em 1963

Mestre em Letras pela Universidade de São Paulo em 1970

Doutor em Letras pela Universidade de São Paulo em 1973

Livre-Docente em Literatura Espanhola pela Universidade de São Paulo em 1993

Dissertação de Mestrado:

El estilo en el Planto de Pleberio

Tese de Doutorado

El conflicto dramático em Bodas de Sangre de Federico García Lorca

Tese de Livre-Docência

A saga do anti-herói. Estudo sobre o romance picaresco espanhol e algumas de suas correspondências na Literatura Brasileira

Linhas de Pesquisa

A Literatura Espanhola da Idade Média ao século XVII

Projeto: Literatura e História na Espanha dos Áustrias

A Literatura Espanhola contemporânea

Projeto: Reconfigurações literárias na produção espanhola contemporânea

Estudos e práticas em Tradução

Projeto: A tradução como leitura crítica do texto literário

Principais publicações

Livros

El conflicto dramático en "Bodas de sangre". São Paulo: FFLCH/USP, 1989, 150 p.

A saga do anti-herói. São Paulo: Nova Alexandria, 1994, 357 p.

OLMOS, Ana Cecilia, FANJUL, Adrián, GONZÁLEZ, Mario M. (Org.) Hispanismo 2002. São Paulo, ABH / Humanitas, 2004. 3 volumes, 1.031 p.

Lazarilho de Tormes (Edição bilíngüe).Organização, edição do texto em espanhol, notas e estudo crítico de Mario M. González. Tradução de Heloísa Costa Milton e Antonio R. Esteves. São Paulo: Editora 34, 2005, 224 p.

Leituras de Literatura Espanhola (da Idade Média ao século XVII). São Paulo, Letraviva/Fapesp, 2010, 478 p.

Fascículos em coleções

Celestina: o diálogo paradoxal. São Paulo: Departamento de Letras Modernas/FFLCH/USP, 1996 (Cuadernos de recienvenido, 2), 30 p.

A literatura espanhola na cultura moderna. São Paulo: Fundação Memorial da América Latina, 2001 (Coleção Memo), 36 p.

Capítulos de livros

Novela picaresca iberoamericana: la neopicaresca brasileña. ZEA, Leopoldo (Comp.): Historia y cultura en la conciencia brasileña. México, Instituto Panamericano de Geografía e Historia / Fondo de Cultura Económica, 1993, p. 109-122.

Literatura y diferencias en la España de los Austrias: el Manierismo. OLIVEIRA, Ester Abreu Vieira de e CASER, Maria Mirtis (Org.). Universo Hispánico - Lengua, Literatura, Cultura. Vitória: UFES / APEES, 2001, p. 46-52.

Capítulo VI - San Juan de la Cruz, poeta manierista. QUIROGA SALCEDO, César Eduardo et alii (Coord.): Hispanismo en la Argentina, San Juan: UNSJ, 2002, tomo I, p. 71-79.

La noche oscura: Carlos Saura, lector de san Juan de la Cruz. OLMOS, Ana Cecilia, FANJUL, Adrián, GONZÁLEZ, Mario M. Hispanismo 2002. São Paulo: ABH / Humanitas, 2004, vol. II, pp. 206-213.

Don Juan, poder y seducción. DINIZ, Alai Garcia. Hispanismo 2004 - Literatura Espanhola. Florianópolis: ABH / UFSC, 2006, pp. 319-328.

Las voces del “Cántico” de fray Juan de la Cruz. DIOGO, Rita de Cássia Miranda et alii (Orgs). Hispanismo 2006 - Literatura Española, Rio de Janeiro: UERJ / Rede Sirius / ABH, 2008, p. 130-136. ISBN 978-85-88769-26-7.

Don Quijote y la Modernidad. FERRERO, Graciela (Coord.). Por añadidura. Homenaje a Lila Perrén de Velasco. Córdoba: Ediciones del Copista, 2008, p. 99 - 110. ISBN 978-987-563-206-6

Artigos em revistas especializadas

La novela neopicaresca brasileña". Cuadernos Hispanoamericanos, 504, Madri, jun 1992, p. 81-92.

"Le néo-picaresque brésilien au XXe siècle. L'exemple de Macunaíma de Mário de Andrade". Études littéraires, 26, 3, Montréal, Hiver 1993-1994, p. 69-80.

Las transformaciones de Aldonza Lorenzo. Lemir 14 (2010): 205-215. ISSN: 1597-735X. http://parnaseo.uv.es/Lemir/Revista/Revista14/Revista14.htm

Textos integrais em anais de eventos

"The Brazilian Picaresque" in BENITO-VESSELS, Carmen and ZAPPALA, Michael (Ed.), The Picaresque. A Symposium on the Rogue's Tale. Newark, University of Delaware Press, 1994, p. 163-175.

“Lazarillo de Tormes y el manierismo”. Actas del XII Congreso Internacional de Hispanistas, Birmingham, The University of Birmingham, 1998, vol. II, p. 266-270.

Prefácios e introduções

Introdução. TIRSO DE MOLINA. Dom Juan - O burlador de Sevilha e o convidado de pedra. Edição bilíngüe. Tradução de Alex Cojorian. Brasília: Círculo de Brasília Editora, 2004, pp. 13-37.

Contato

mariogon@usp.br

Imagem