Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

Bibliografia para a Prova de Competências - Programa Letras Estrangeiras e Tradução

Mestrado/Doutorado:

Área de Concentração: Estudos Linguísticos

CORACINI, Maria José. Celebração do outro. Arquivo, memória e identidade de línguas. Campinas: Mercado de Letras, 2013. [capítulos 3, 4] Clique Aqui

DOLZ, Joaquim; OLLAGNIER, Edmée. O enigma da competência em educaçãoPorto Alegre, Editora Artmed, 2004. [1ª parte; capítulos 1, 2, 3]. Clique Aqui

FRANCHI, Carlos. Linguagem – Atividade Constitutiva. Cadernos de Estudos Linguísticos. Campinas, n. 22, p. 9-39, 1992. Clique Aqui

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 11ª ed.  Rio de Janeiro: DP&A Ed., 2006. [capítulos 1, 2, 3, pp. 7-65]. Clique Aqui

KOCH, Ingedore G. Villaça. O texto e a construção dos sentidos. São Paulo: Contexto, 2007. [1a parte, capítulos 1, 2, 3, 4, 5]. Clique Aqui

POSSENTI, Sírio. Por que (não) ensinar gramática na escola . Campinas: Mercado de Letras, 2012. Clique Aqui

TARALLO, Fernando. A pesquisa sociolinguística. 8a. ed. São Paulo: Ática, 2011.

 

Área de Concentração: Estudos literários e culturais

ADONIS. Sufismo y surrealismo. Em Sufismo y surrealismo. Trad. José Miguel Puerta Vílchez. Madri, Ediciones del Oriente y del Mediterráneo, 2008, pp. 47-216. Clique Aqui

BARTHES, Roland. Aula. Tradução de Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Cultrix, 2002.

FOUCAULT, Michel. "O que é um autor".  FOUCAULT, Michel. Ditos e Escritos: Estética – literatura e pintura, música e cinema (vol. III). Rio de Janeiro : Forense Universitária, 2001. p. 264-298.

FRANK, Joseph. Pelo prisma russo. Trad. Paula C. Rolim e Francisco Achcar. São Paulo, Edusp, 1992, 280 pp.

GLISSANT, Édouard. "Cultura e identidade" e "O caos-mundo: por uma estética da relação". Em Édouard Glissant. Introdução a uma poética da diversidade. Tradução de Elnice Rocha. Juiz de Fora: Editora da UFJF, 2005. p. 71-127

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Mutações da literatura no século XXI. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

ROZENCHAN, Nancy. Literatura hebraica: vertentes do século XX. São Paulo, Associação Editorial Humanitas, 2004, 219 pp.

TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. Tradução: Caio Meira. Rio de Janeiro: Difel, 2008.

 

Área de Concentração: Estudos da tradução

CAMPOS, Haroldo de. “Da Tradução como Criação e como Crítica”. In: Metalinguagem & Outras Metas. São Paulo: Perspectiva, 1992, p. 31-48.

HATIM, Basil; MASON, Ian. “Context in Translating: Register Analysis”. In: Discourse and the Translator. London/New York: Longman, 1990, p. 36-54.

EVEN-ZOHAR, Itamar. “The Position of Translated Literature within the Literary System”. In: VENUTI, Lawrence (ed.) The Translation Studies Reader. London: Routledge, 2000, p. 192-197.

HOLMES, James S. “The Name and Nature of Translation Studies”. In: VENUTI, Lawrence (ed.) The Translation Studies Reader. London: Routledge, 2000, p. 172-185.

LEFEVERE, André. “Mother Courage’s Cucumbers: Text, system and refracti0n in a theory of literature”In: VENUTI, Lawrence (ed.) The Translation Studies Reader. London: Routledge, 2000, p. 233-249.

TAGNIN, Stella E. O. “A Linguística de Corpus na e para a Tradução”. In: VIANA, Vander; TAGNIN, Stella (orgs.) Corpora na Tradução. São Paulo: HUB, 2015, p.19-56.

VERMEER, Hans J. “Skopos and Commission in Translational Action”. In: VENUTI, Lawrence (ed.) The Translation Studies Reader. London: Routledge, 2000, p. 221-232.

WILLIAMS, Jenny; CHESTERMAN, Andrew. "Areas in Translation Research". In: The Map: A Beginner’s Guide to Doing Research in Translation Studies.  Manchester: St. Jerome, 2002/2007, p. 6-27.

 

 

 

 

Atualizado em 06/02/2019