Área
Estudos Linguísticos e Literários em Inglês
Situação Funcional
Aposentado Ativo na Pós-Graduação
Credenciado para Orientar
Mestrado e Doutorado
Número do Gabinete
Sala 27
E-mail
sgtvasco@usp.br

Sandra Guardini T. Vasconcelos é professora titular de Literaturas de Língua Inglesa da Universidade de São Paulo. Fez graduação em Português-Inglês pela Universidade de São Paulo, mestrado e doutorado em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado na Universidade de Cambridge (bolsa FAPESP) e na Universidade de Manchester (bolsa CAPES). Foi pesquisadora visitante no Centre for Brazilian Studies da Universidade de Oxford. Autora de Puras misturas (HUCITEC; FAPESP, 1997), Dez lições sobre o romance inglês do século XVIII (Boitempo, 2002) e A formação do romance inglês: ensaios teóricos (HUCITEC; FAPESP, 2007), que recebeu o Prêmio Jabuti 2008 na categoria Teoria/Crítica Literária. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: romance inglês, relações Inglaterra-Brasil no século XIX, romance brasileiro, Guimarães Rosa. Participou dos Projetos Temáticos FAPESP Caminhos do romance no Brasil: séculos XVIII e XIX (2004-2007) e A circulação transatlântica dos impressos: a globalização da cultura no século XIX (2011-2015); coordenou o projeto Deslocamentos, descentramentos: romances sem fronteiras (AP-R/SPRINT-FAPESP), desenvolvido com pesquisadores da Universidade de Warwick. Atualmente, coordena o Laboratório de Estudos do Romance (LERo) e o projeto The Global Novel, com professores da Universidade de Surrey. É curadora do Fundo João Guimarães Rosa (IEB-USP) e pesquisadora 1A do CNPq.

 

Algumas publicações

Capítulos:

Migratory Literary Forms: British novels in nineteenth-century Brazil. In: Books and Periodicals in Brazil 1768-1930, A Transatlantic Perspective. Ana Claudia Suriani da Silva & Sandra Guardini T. Vasconcelos (ed.). Oxford: Legenda, 2014, p. 68-86. (ISBN  978-1-909662-32-2).

Tropical Gothic: José de Alencar and the Foundation of the Brazilian Novel. In: Edwards, Justin D. & Vasconcelos, Sandra Guardini (ed.). Tropical Gothic in Literature and Culture: the Americas. New York; Abingdon: Routledge, 2016, p. 198-217.

Circuitos e travessias: o caso de A Família Elliot. In: Abreu, Márcia (org.). Romances em movimento. A circulação transatlântica dos impressos (1789-1914). Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2016, p. 135-157.   

O romance naturalista na Inglaterra. In: Guinsburg, J. & Faria, João Roberto (orgs.). O Naturalismo. São Paulo: Perspectiva, 2017, p. 229-247.

Circuits and Crossings: The case of A Família Elliot. In: Abreu, Márcia (ed.). The Transatlantic Circulation of Novels Between Europe and Brazil, 1789-1914. London: Palgrave Macmillan, 2017, p. 125-144.

Machado de Assis’s nightmarish world: displacements of the Gothic in Brazil. In: Casanova-Vizcaíno, Sandra and Ordiz, Inés (ed.). Latin American Gothic in Literature and Culture. New York and London: Routledge, 2018, pp. 57-70.

Rosa, leitor de Machado. In: Guimarães, Hélio de Seixas; Senna, Marta de (org.) Machado de Assis: permanências. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa; 7 Letras, 2018, p. 290-304.

“As vertentes do viver”: forma e processo social em Grande sertão: veredas. In: Passos, Cleusa Rios P.; Rosenbaum, Yudith; Vasconcelos, Sandra Guardini (org.). Infinitamente Rosa: 60 anos de Corpo de baile e de Grande sertão: Veredas. São Paulo: Humanitas, 2018, p. 237-252.

True Lies. In: Galle, Helmut P.E.; Perez, Juliana P.; Pereira, Valéria S. (org.)  Ficcionalidade. Uma prática cultural e seus contextos. São Paulo: FFLCH/USP; FAPESP, 2018, p. 111-124.  ISBN: 978-85-7506-342-2. 418 p. ISBN 978-857506-341-5. DOI: 10.11606/978-85506-341-5.

Artigos:

O doce gume da ironia em Machado de Assis e Jane Austen. Machado de Assis em linha, Rio de Janeiro, v. 7, n. 14, p. 145-162, dezembro 2014. DOI: 10.1590/S198368212014000200010

Déplacements, décentrages: le roman en transit. Brésil(s): sciences humaines et sociales, n. 7, mai 2015, p. 125-146. Traduction de  David Yann Chaigne. Brésil(s) [En ligne], 7 | 2015, mis en ligne le 26 mai 2015.

Antonio Candido et la France. Brésil(s): sciences humaines et sociales, n. 12, 2017, p. 1-5Traduction de  David Yann Chaigne. Brésil(s) [En ligne], 12 | 2017, mis en ligne le 29 novembre 2017. ISBN 978-2-7351-2065-9

A pena da galhofa e tinta da melancolia em Sentimental Journey. Literatura e Sociedade. Dossiê “Gêneros Literários no longo século XVIII”, n. 25, julho-dezembro 2017, p. 106-116.

Movimentos de um crítico: Antonio Candido e a tradição anglo-americana. Revista USP. Dossiê 100 Anos de Antonio Candido, n. 18, julho-agosto-setembro 2018, p. 89-104. ISSN 0103-9989.

Philip Pirrip: as grandes e as perdidas ilusões. Literatura e Sociedade. Dossiê Romance de Formação – Caminhos e Descaminhos do Herói, v. 23, n. 28, julho-dezembro 2018, p. 83-101.