Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

Iniciação Científica

A Iniciação Científica é um programa que visa atender alunos dos cursos de graduação, colocando-os em contato com grupos/linhas de pesquisa.

Busca, também, proporcionar ao aluno, orientado por pesquisador experiente, a aprendizagem de técnicas e métodos científicos, bem como estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade, decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa;

O estudante pode desenvolver pesquisa no âmbito da Iniciação Científica com bolsa oferecidas pelas agências tradicionais de fomento à pesquisa. No entanto, pode também fazer sua pesquisa sem que lhe seja atribuída bolsa e/ou auxílio. No âmbito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, é possível fazer o registro formal dessas pesquisas/pesquisadores por intermédio da Comissão de Pesquisa.

 

FAPESP

As bolsas de Iniciação Científica devem ser propostas pelo orientador diretamente à entidade. A solicitação deve ser encaminhada em formulário próprio em qualquer época do ano. O prazo de análise é de aproximadamente 75 dias. Todas as informações acerca dessa modalidade de bolsa podem ser obtidas no endereço http://www.fapesp.br.

CNPq

As bolsas de Iniciação Científica do CNPq são destinadas à Universidade, pelo PIBIC, em forma de cotas e, também, ao pesquisador qualificado, por meio de solicitação junto à entidade quando são divulgados editais para esse fim.

Na USP, a Pró-Reitoria de Pesquisa é o órgão responsável pela administração e distribuição das bolsas para as Unidades. Esse programa recebe o nome de Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC/USP/CNPq.

O processo de seleção dos estudantes participantes do Programa tem particularidades próprias de cada Unidade. Na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, o processo de seleção é coordenado pela Comissão de Pesquisa mas conduzido no âmbito de seus onze Departamentos.

As bolsas PIBIC têm duração de um ano, começando em agosto e findando em julho; assim sendo, o processo seletivo, normalmente, tem início no mês abril quando são divulgadas as diretrizes gerais e o calendário para apresentação das solicitações.

A inscrição para o processo de seleção é feita no Departamento de origem do professor orientador e consiste na apresentação do projeto de pesquisa, histórico escolar, formulários próprios devidamente preenchidos, curriculum LATTES do orientador e do estudante.

Para maiores detalhes, o estudante deve procurar, à época do período de seleção, o Departamento ou a Comissão de Pesquisa onde obterá as informações precisas sobre todo o processo.

CAPES

As bolsas de Iniciação Científica da CAPES estão inseridas no Programa Especial de Treinamento (PET). Esse programa é institucional, ligado à Pró-Reitoria de Graduação.

Os grupos PET podem ser implantados em qualquer área do conhecimento, por iniciativa dos colegiados de curso ou por iniciativa de um ou mais departamentos envolvidos e devem contar com um tutor que deverá ser um pesquisador qualificado.

BOLSAS FFLCH

A Faculdade instituiu, em 2002, um programa de auxílio à Iniciação Científica concedendo 16 bolsas que são administradas pela Comissão de Pesquisa.

A seleção de estudantes é feita juntamente com a seleção PIBIC, obedecendo aos mesmos critérios de avaliação de mérito acadêmico.

INICIAÇÃO CIENTÍFICA SEM BOLSA

Há, ainda, as pesquisas que são desenvolvidas sem bolsa. Com o objetivo de valorizar essas pesquisas, a Comissão de Pesquisa aprovou medida que formaliza essa prática, possibilitando ao aluno a obtenção de um certificado e o conseqüente reconhecimento oficial.

A solicitação deve ser encaminhada pelo professor orientador a seu Departamento que deverá aprová-la e encaminhá-la à Comissão de Pesquisa para o registro.

Documentos exigidos:

a) projeto de pesquisa com parecer de mérito elaborado por professor que não o orientador;
b) formulário próprio a ser obtido clicando aqui;
c) histórico escolar
d) curriculum LATTES tanto do orientador como do estudante.

Para fazer jus ao certificado o aluno deve cumprir, pelo menos, um ano no desenvolvimento de sua pesquisa, apresentar relatórios quando solicitado e participar do SIICUSP – Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP.